Ciúmes: como se livrar dessa arma mortal

Ciúmes: como se livrar dessa arma mortal

Ciúmes: como se livrar dessa arma mortal

Hoje o assunto é ciúmes. Este que é uma arma perigosa e tem destruído relacionamentos em todos os lugares.

Muitas vezes confundido com o amor, este terrível sentimento pode desfazer qualquer conto de fadas, até por que, tanto a falta, quanto o excesso são prejudiciais.

Aí que tudo fica mais complicado, afinal, como encontrar a dosagem certa para manter um relacionamento saudável?

Mas, antes preciso esclarecer que não irei falar apenas de relacionamentos amorosos entre homem e mulher, por que o ciúmes vai muito além disso.

Você sabia que tem gente que tem ciúmes de amigos e até de coisas?

É verdade! Essa emoção é quase incontrolável à quem ou ao que será direcionado.

Primeiro, vamos entender do que, exatamente, estamos falando.

O que é o ciúmes?

Basicamente, ciúmes é uma autodefesa ativada quando não temos exclusividade em algo ou alguém.

Ou seja, quando não sentimos que aquilo ou aquela pessoa é apenas nosso, sem a interferência de outras pessoas.

Porém, você pode pensar: “Eu não preciso ser exclusivo…”

Entretanto, o fato de querer ser o “mais importante” já é um indício do tal do ciúmes.

Em casos extremos, essa emoção cria situações fora da realidade tentando tornar o irreal em real.

Alguns, confundem isso com cuidado. Mas, há uma linha ténue entre o cuidado e o desespero por atenção.

Como diferenciar o cuidado do ciúme? 

Ciúmes: como se livrar dessa arma mortal

Ciúmes: como se livrar dessa arma mortal

Quem não gosta de se sentir amado, não é?

Uma demonstração de ciúmes não é de todo ruim…

O problema está nos exageros!

Quantas vezes você já presenciou uma cena extravagante e vergonhosa de ciúmes na rua?

Isso normalmente acontece entre casais. Ai surgem acusações, ofensas e magoas difíceis de serem esquecidas. (Difícil, mas não impossível.)

O cuidado é controlado, não doentio.

Lembro de um caso que aconteceu há alguns anos. Você também vai lembrar, afinal a televisão fez uma grande cobertura e foi algo tão extremo, que não sai tão fácil da mente.

Linderberg. Lembre desse nome?

E Eloah?…

Sim, é daquele caso no apartamento em uma comunidade em São Paulo que estou falando.

Por causa do ciúme, Linderberg sequestrou e manteve refém sua ex namorada Eloah.

O desespero foi tão grande que, após ver o cerco formado pela polícia, o jovem acabou atirando em sua suposta “amada”.

Este é um caso extremo, mas não tão incomum.

Como identificar o ciúmes?

Acredite, amigo(a), tudo o que tira o seu sono é prejudicial.

Sua esposa sai de casa para trabalhar e você já fica de cabelo em pé? Acredita que ela está mantendo um caso com qualquer outra pessoa, mas não consegue explicar os motivos dessa desconfiança?

Seus amigos não podem ter outros amigos ou não podem, nem por um momento, dar atenção a outra pessoa que não seja você?

Aquilo que é seu, é só seu, e ninguém pode sequer pensar em tocar?

Se a sua resposta foi sim para alguma dessas perguntas, o sinal amarelo está acesso para você.

Sabia que tem gente que tem ciúmes de Deus?

É verdade!

Se a esposa diz que ama mais a Deus do que ao marido, a confusão está armada!

Isso é preocupante, por que ainda que não pareça, isso evolui e vai corroendo por dentro.

Até um dia que o pavio chega ao fim e a bomba explode causando uma onda enorme de destruição em massa.

Quais as causas do ciúmes?

Ciúmes: como se livrar dessa arma mortal

Ciúmes: como se livrar dessa arma mortal

Chegamos a um ponto crucial. Identificar as causas do ciúmes.

Ao contrário do que o ciumento acredita, a culpa não está 100% na outra pessoa.

Confesso que as vezes está, mas não é regra e nem o mais corriqueiro.

Normalmente, o gerador do ciúmes é um gatinho emocional chamado: insegurança.

Não podemos confundir, insegurança não se resume a ter medo de perder o amor de outra pessoa e sim ao fato de depositar totalmente a sua felicidade nas mãos do objetivo do ciúmes.

Na verdade, muitas vezes, queremos a atenção totalmente de alguém, por que acreditamos que sem ela, não seremos mais felizes e que, por isso, ela tem obrigação de estar sempre a sua disposição.

Essa é mais uma ferida emocional, que acaba sendo tampada, com mais uma brecha, o que ocasiona uma bola de neve ou um clico vicioso.

O problema não é não acreditar em seu potencial. O problema é se condicionar a vontade de outra pessoa.

Jardineiro_Assinatura_2

Isso não quer dizer que estão sendo mal com você. Mas, que essa responsabilidade é grande demais para colocar nas costas da sua namorada, seu namorado, seus amigos…

O que o ciúme causa nos outros?

Já se sentiu sufocado?

Pois é…

E sabe o que é pior que isso?

Sentir que quem você ama, não te dá confiança.

É difícil viver assim, manter o amor assim, crescer uma amizade assim…

É aquela máxima que aprendemos na pré escola: Se coloque no lugar do outro.

Será que você gostaria de ser tratado da mesma forma que trata a pessoa que ama?

Como se livrar do ciúme excessivo?

Ciúmes: como se livrar dessa arma mortal

Ciúmes: como se livrar dessa arma mortal

Como disse, uma das principais causas do ciúme excessivo é condicionar ao outro a sua felicidade.

É isso que precisa ser redirecionado.

Imagine que você é um GPS que acaba de se perder, qual a mensagem que vai ser mostrada? Recalculando rota!

Vamos recalcular a rota?

Pegue sua felicidade e coloque no único lugar onde o ciúmes não o poderá atingir: Nos braços de Cristo.

Apenas com um encontro profundo de conhecimento do amor de Cristo pode lhe mostrar que, pessoas são enviadas por Ele para nos salvar, mas não podem ser o alvo principal de sua afeição.

Não é errado amar o outro. Pelo contrário, precisamos amar o próximo e receber também deste amor.

Mas, Cristo, nos mostrou que “O amor não arde em ciúmes”.

Ame, mas ame de forma pura, assim como você é amado pelo Pai.

E se estiver tendo dificuldades com isso, puxe uma cadeira, chame Deus para se sentar e conversar. Abra o coração e coloque para fora todas as causas do ciúmes e não se esqueça que a mudança é como uma semente que precisa ser planta e cuidada para que possa crescer.

E sempre que precisar de ajuda, conte com esse jardineiro que vos fala.

Um grande beijo em seu coração.

 

Adilson Silva
Um Jardinheiro sonhador que decidiu mudar o rumo da sua vida ao mesmo tempo em que também muda a vida de outros mostrando como ter uma vida equilibrada e apaixonante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *